윌리엄
마카리오
8-1-0( 승-패-무 )

경기 히스토리

격투 스타일

차트는 모든 경기 결과를 바탕으로 구성됩니다. - 2
기록: 8-1-0
요약: Grappling and boxing

Fighter Info

Nickname: Patolino
출신: Rio de Janeiro Brazil
거주지: Rio de Janeiro Brazil
나이: 23
신장: 5' 11" ( 180 cm )
체중: 170 설명 ( 77 kg )

타격

전체 타격 실패
0
267
63% 성공율
168
성공 타격 유형
0
168
65% 스탠딩
109
47
12
타격 방어
71
%
전체 타격 회피율

그래플링

전체 테이크다운
0
10
50% 성공율
5
성공 테이크다운 유형
 
 
{0}% 서브미션
{0}% 회피
{0}% 반격
0
0
0
테이크 다운 방어
89
%
전체 테이크다운 회피율
Result Fighters Event Str TD Sub Pass Method Replay
윌리엄 마카리오 월 일, 연도
133 3 0 0 R3 Decision - Unanimous
바비 보엘커 61 0 0 0
윌리엄 마카리오 월 일, 연도
35 2 0 0 R2 Submission
레오나르도 산토스 22 1 1 2

선수 소개

Bom humor e muita disposição. Essas são as armas que Willian Macario, “o Patolino”, promete levar para a casa do TUF Brasil 2. Natural de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, Patolino já chegou à primeira etapa de testes para o programa, no Rio de Janeiro, causando impacto com seu carisma e fazendo piruetas. Após passar pela seleção inicial, o carioca garantiu presença na segunda edição do reality com um nocaute técnico sobre Roberto Barros Martins “Corvo”. Agora, o meio-médio de 21 anos está na briga pelo contrato com o UFC e já defende uma invencibilidade de seis lutas na carreia profissional, sendo cinco por nocaute e uma por finalização. Até agora, ele não deixou nenhuma luta ir para a decisão.

Embora a luta eliminatória contra Corvo não conte oficialmente para seu histórico profissional, o lutador de São João de Meriti diz que, para ele, a batalha não só conta, mas como foi a mais importante de sua carreira. “Eu bater o campeão da categoria não vai ser tão importante quanto esta luta, que me trouxe aqui”, afirmou. Confiante, Patolino ainda arriscou uma previsão para o resto da temporada: “vai ser guerra pra todo mundo, vou entrar para ganhar e nocautear quem tiver que nocautear, pode crer que vai ser show”.

De origem humilde, Patolino deixou os estudos ainda cedo para se dedicar ao sonho de se tornar lutador. Aos 13, começou a lutar muay thai, e fazia “bicos”, como entregador, para pagar bancar as idas à academia. Foi nessa época que começou a treinar na Tijuca, na mesma academia onde treina até hoje. O apelido Patolino veio quando tinha 15 anos, de uma brincadeira. ”Um amigo chegou um dia e disse que tinha assistido o desenho e achado o Patolino parecido comigo. Pensei que fosse porque ele tinha sido mau no episódio, mas não. Ele disse que achou parecido porque o Patolino tomou um tiro e ficou sem bico (risos)”, explicou. A princípio, ele não gostou: “meio estranho um lutador com um nome desses”, mas depois curtiu e adotou como um diferencial. “Lutador casca-grossa com nome divertido”.

Fã de boxe e especialista em wrestling, ele não liga para o fato de ser o mais novo da casa e ter menos experiência que alguns de seus adversários. “Eu tenho bastante confiança, não acho isso ruim. Mas eu não posso abusar dela”, pondera. “Aqui tem muitos caras mais velhos e mais experientes que eu, mas sou mais novo, estou cheio de vontade. Quero realizar o sonho de assinar contrato com o UFC”.

E é com esse foco no sucesso que Patolino almeja crescer e promete subir muitos degraus dentro do esporte. E tem planos para brilhar no octógono mais famoso do mundo: “em dois ou três anos, eu me vejo no topo da categoria com alguns nocautes e bastante autoridade. Muitas guerras feitas, muitos nocautes. Estarei entre os melhores no UFC, no topo”, prevê sem medo. Falando em medos, Patolino admite algumas fraquezas: não é, por exemplo, o maior fã do escuro. “Deixo o barulhinho da televisão para dormir”, brinca. O lutador também admite ter problemas com ratos: “mas não é medo, é nervoso”, esclarece.

Antes das lutas, o único ritual do carioca é fazer pequenas brincadeiras e manter a descontração para afastar a tensão do combate. Nas horas livres, joga videogame – particularmente jogos de guerra e de futebol –, vai à praia e arrisca um futebol com os amigos. No MMA, Glover Teixeira, uma das grandes promessas meio-pesadas do UFC e com quem treinou muitas vezes, é seu ídolo. Contudo, foi Wanderlei Silva, o “Cachorro Louco” que o inspirou a começar a lutar. “Desde cedo, eu já sabia que queria lutar no maior campeonato de MMA do mundo” conclui Patolino.

•    Pro since 2010

•    Six wins by KO, one by submission

•    Seventh youngest fighter in the UFC

직업

선수 더보기